19 de janeiro de 2008

Pintura ou Fotografia?

Já devem ter reparado que, muitas vezes, quando observamos uma pintura, como forma de elogio dizemos: "Parece uma fotografia!". Mas, frequentemente acontece precisamente o contrário: quando olhamos para uma fotografia e dizemos: "Parece uma pintura!".
Por que é que isto acontece? Será porque aqueles que observam pinturas só gostam de fotografias e aqueles que olham fotografias só gostam de pinturas? Não me parece que assim seja por duas razões:
1. se isso acontecesse, aqueles que observam pinturas passariam a observar fotografias e os que analisam fotografias passariam a fazê-lo em pinturas pois ser-lhes-ia mais agradável, e isto deixaria de acontecer;
2. porque eu próprio já elogiei daquela forma fotografias e pinturas e apostaria como 99% das pessoas que estão a ler também já fizeram o mesmo, quer gostem mais de pinturas quer gostem mais de fotografias.
Assim, só me resta uma razão para isto:
as pessoas gostam sempre mais daquilo que parece ser o que não é.
Isto, sinceramente, parece-me mal! É elogiar as coisas por serem diferentes do que são, quando
eu valorizo aquelas pessoas que conseguem ser quem são! E acreditem, é difícil, e há mesmo muito poucas!
Nunca devemos gostar de ilusões porque não passam disso: ilusões!