22 de março de 2008

Os nossos problemas parecem sempre tão grandes...

Quantas vezes não pensamos que os nossos problemas são enormes? Quantas vezes estamos tão atarefados a pensar em soluções para os nossos problemas que nos esquecemos de olhar para o nosso lado e ver quão ínfimas são as nossas dificuldades?
Considero que é esse um dos grandes problemas do ser humano sociável! Somos tão egocentristas e egoístas que nos esquecemos completamente dos outros. Às vezes ouvimos falar em guerras, em raptos, em sequestros, em violência de vários tipos e achamos tudo isso tão distante e somos confrontados com números que nos parecem exagerados e, aos mas sensíveis, põem de sobreaviso durante uns dias, e esquecem-se depois!
A questão que vos coloco é esta:
Serão esses problemas assim tão distantes ou seremos nós que nos afastamos deles, desprezando os que realmente sofrem?
A minha opinião é que somos nós a afastarmo-nos! Nem sequer temos, por vezes, noção de que o fazemos. Mas afastamo-nos! Evitamos o contacto com os mais desfavorecidos e nem os vemos já! Por vezes passamos junto a algum pedinte, caído no chão, e, em lugar de lhe oferecermos a nossa mão e o ajudarmos a levantar, corremos para longe dele, deixando-o completamente só.

Para terminar, vou deixar aqui uma frase que me disse uma vez um amigo: "
Sempre me queixei por não ter sapatos, até conhecer o homem que não tinha pés!"
E digam-me:
Acham que, quando não temos "sapatos", realmente nos preocupamos com a falta de "pés" do outro e deixamos mesmo de nos queixar pelo nosso problema?


Boa Páscoa a todos
beijos e abraços!

6 comentários:

renata disse...

Gostei...
sem dúvida qe tens razão em tudo o qe dizes, a parte dificil, é conseguir aplicar tudo isto não é?

está mesmo muito fiche o texto
:')

Beijo.

Luís Romano disse...

claro k nos afastamos...e o nosso instinto. mas quanto mais longe as coisas acontecem, tambem menos atençao lhes damos, axo eu. mas o egoismo humano e assim, nao podes esperar k alguem s preocupe com os outros, pois normalmente nao retiramos dessa preocupaçao nada de bom. normalmente, o alivio da consciencia nao e suficiente para compensar o tempo perdido com quem "nao tem pes". o Homem e egoista, e disso nao podemos fugir...abr

Anônimo disse...

Tens toda a razão. O problema tambem além desse e' q estamos numa sociedade muito crítica e mesmo aqueles que se preocupam minimamente pensam e comentam o assunto numas horas e depois acabam por esquece-lo e tentam pensar em coisas que lhes parecem mais importantes. Ou seja afastam-se!

Gosto muito da tua maneira de pensar e relacionar as ideias...

Beijoss
maria joao

um mundo. disse...

uau! isso é realmente verdade. acho este blog mesmo uma "utilidade". é como um livro de psicologia. muitas ideias com varios raciocinios, explicações e etc..

quanto ao assunto do texto.. é certo que assim é. mas os nossos "problemas" são smp vistos de forma exagerada, pois são nossos e é como uma "lupa" que nos mostra mais do que queremos ver (ou assim o vemos, embora sejamos muito "hiperbélicos" - palavra inventada, porque não consegui arranjar uma que se ajustasse). temos é de conseguir mudar isso.

p.s. obrigado pelo o que achaste do meu blog ;D

[]

parte dela disse...

:S agora to sem um ponto de vista a comentar, porque o que queria dizer já foi dito.

sim, afastamo-nos. podemos pensar nao ser nada egoistas, mas todos têm um pouco de egoismo em si. às vezes, muito mais claro do que achamos.
é certo que, por vezes, nos momentos em que nos lembramos que podemos fazer pequenas coisas para ajudar os outros, fazemos. mas o que fazemos é demasiado pequeno, quando no dia seguinte já nao nos lembramos que esse alguém existe e sofre por um pouco de ajuda.

e para não ser repetitiva, concordo plenamente com os outros comentários.


bjnho * gosto de ti ^^

Anônimo disse...

Gostava que falasses sobre uma questao que discuti com uns amigos ai de Braga em que tavas presente.
"Porque é que não somos homo"

Abraços do Bugas