17 de fevereiro de 2009

Por que é que não somos homossexuais?

A pedido de um amigo, João Azevedo, encaro agora a grande questão dos nossos tempos: por que é que não somos homossexuais?

Esta questão foi debatida por mim com um conjunto de amigos, em finais de Julho do ano passado, numa noite em que, sonolentos, desafiávamos os nossos corpos a uma directa. Estávamos porém, sem tema de conversa. Surgiu então esta dúvida, e achamos por bem debatê-la.

No entanto, depois de alguns fúteis minutos a tentar responder a esta dúvida, chegamos à conclusão consensual de que a resposta mais acertada era: "não faço a mínima ideia!". Hoje, uns meses depois, venho confirmar a minha teoria de que "não faço a mínima ideia!" é a resposta mais sensata, ponderada e coerente que podemos dar a esta pergunta, que, apesar de pertinente, não faz sentido nenhum!

Assim, o que eu vou fazer, não passa de a narração de pensamentos insensatos, imponderados e incoerentes, pelo que solicito que não se chateiem com nenhuma das minhas ideias, e excluam desde já a hipótese de que alguma coisa que eu escreva tenha fundamentos discriminatórios ou mesmo de chacota contra os homossexuais, uma vez que, se houver alguma parte que possa ser interpretada como tal, é, e fique bem claro, má interpretação do leitor, já que esse não é o propósito deste texto, que eu intitularia como pura parvoíce.


Vamos agora ao que interessa, a razão pela qual não somos homossexuais!


Eu diria que, uma primeira explicação, seria o facto de sermos necessários à continuação e sustentabilidade da espécie. É necessário haver um número mínimo de heterossexuais para assegurar a continuidade da existência dos homossexuais. Senão reparem: se todos fôssemos homossexuais, para haver procriação, e respectiva continuidade da espécie, seria necessário que fôssemos submetidos a relações relativamente nauseabundas com seres do sexo oposto. Digo nauseabundas porque assim as consideraríamos, uma vez que seríamos homo.

Assim, tornar-se-ia necessário que existissem pessoas prontas a sofrer o drama de ser hetero, em favor da continuidade da espécie!


Outra hipótese será o erro. Muitas vezes oiço dizer que a homossexualidade não é natural, e confesso que não consigo evitar sorrir da ignorância de quem me transmite tal disparate. Passo a explicar: uma pessoa, ao dizer que a homossexualidade não é natural está a afirmar que os homossexuais não são naturais, isto é, são artificiais. Essa ideia é simplesmente absurda! Além do mais, em muitas outras espécies animais há homossexualidade! Estou, de momento, a lembrar-me dos cães. Quem nunca viu um cão tentar cobrir outro?
Excluída a ideia de a homossexualidade não ser natural, proponho uma nova hipótese: a heterossexualidade é um erro da natureza! Fomos criados para ser homossexuais, e o tiro saiu pela culatra!

Por fim, uma última possibilidade: a heterossexualidade é uma doença!
E é uma doença de tal forma aceite pela sociedade que as pessoas chegam ao ridículo de lhe chamar "normalidade".
Sejamos realistas: muitos dizem que a homossexualidade é uma doença, sem qualquer fundamento. Eu tenho muitos mais fundamentos para afirmar que a heterossexualidade é uma doença, e das graves!
E dizem-me vocês: mas se quase toda a gente é heterossexual, a homossexualidade é que é uma doença!
Não, respondo-vos eu! É verdade que há mais heterossexuais do que homossexuais, mas imaginemos o seguinte: numa certa aldeia uma pessoa tem gripe. Rapidamente, 90% dos habitantes da aldeia são contagiados com essa mesma gripe. A câmara municipal, preocupada com a situação, manda vir uma equipa de 30 médicos para curar esta epidemia. Os médicos chegam, analisam a população da aldeia e declaram "agora temos de desenvolver um método de cura para esta doença que já afecta 10% da população: a falta de gripe!". E isto porquê? Porque a maior parte da população tem gripe, logo a doença é não a ter!
Parvoíce diriam vocês ao ouvir a declaração dos profissionais de saúde; mas, na verdade, vocês mesmos afirmam que a homossexualidade é uma doença só porque a maioria da população é heterossexual.
E pensemos, a heterossexualidade tem muitos mais perigos. Ou acham que alguma vez a prática de actos homossexuais nos levaria a sofrer o drama de um quisto que aumentava progressivamente no abdómen da mulher, durante 9 meses até sair um ser feio, nu e sem dentes, no qual tentaríamos desesperadamente encontrar semelhanças com nós mesmos e não nos deixaria dormir durante meses, para não dizer anos? Sim, refiro-me àqueles seres horrendos, fruto da doença da heterossexualidade, aos quais gostamos de chamar bebés!


Por fim, deixo à vossa consideração qual das hipóteses será a mais convincente e convido-vos a proporem outras respostas possíveis a esta grande questão da actualidade: por que é que não somos homossexuais?

17 comentários:

Anônimo disse...

Essa discussão que tivemos foi no mínimo "estranha"...
Sinceramente, também ainda não cheguei a uma conclusão, apenas à tua "não faço a mínima ideia".
Apesar disso, foi uma "consulta de psicologia" interessante....
Tá muito fixe o texto
continua a escrever

Bjs
Teresa

Anônimo disse...

Tá bom xD
Eu não sei que dizer disto amor, mas pronto xb
Coise , pão com marmelada xDD
AAAAAAAAAAAAAAAAAMMMMMMMMMMMMMMMMMOOOOOOOOOOOOO-TTTTTTTTTTTEEEEEEEEEEEEEEEE TANTOOO MEU AMOR «3

Anônimo disse...

eu acho q estas discussoes só servem para perder tempo... mas já agora dou a minha opinião.

porque não somos homosexuais?

pq nascemos heteros... e pronto. quem é homo, que seja feliz desde que não o seja à minha beira... xD

é s+o isto que tenho para dizer

Anônimo disse...

Nao gostei do texto, o tema é interessante mas as teses sao absurdas, nao sei se era esse o objectivo, mas se realmente nao era os argumentos foram, para mim, maus.
E nem sequer comento a expressão "aqueles seres horrendos, fruto da doença da heterossexualidade" isso é coisa q se diga?!
Fico a espera do próximo texto, sei que sabes fazer mto melhor que isto ;)

parte dela disse...

bem, decerto não consigo melhor resposta, nem menos consigo tal testamento, mas aqui vai a minha opinião:

ser homossexual não é uma escolha, acho estúpido colocarem essa questão. é algo que está nos nossos genes. eu não sou homossexual porque isso não nasceu comigo. cada um sente o que sente, é atraído por quem é e nós somos hetero porque foi assim que nascemos.
nota-se em todos os aspectos da pergunta que há sono envolvido, muito sono. porque esta pergunta é algo parva e sem qualquer nexo. deixem esta pergunta para os filósofos, ou cientistas, ou seja para quem for. esta "questão da actualidade" formulou-se em horas preocupantes sem dormir e, bem, ... não, não tem sentido.

*

ti em mim disse...

bem, respondendo à ângela, que fez o penúltimo comentário, sim, o objectivo era mesmo as teses serem absurdas! se não fosse esse o objectivo, ficaria pelo "não faço a mínima ideia", e como tenho dito na parte inicial do post, "Assim, o que eu vou fazer, não passa de a narração de pensamentos insensatos, imponderados e incoerentes". e não, não acho aquilo dos bebés, porque eu sofro da "doença" da heterosexualidade, logo, acho-os seres lindos e adoráveis, como toda a gentee (mesmo os homossexuais o acham :b)

respondendo à rita (parte dela) é verdade que a pergunta é estúpida, mas é mesmo essa a ideia!

***

whistles28 disse...

Caso não saibam, a homosexualidade não está nos genes mas pode ser fruto tanto de desordens psicossomáticas (hormonais por exemplo) como de experiências nos primeiros anos de vida que condicionaram o desenrolar habitual das coisas.

Aliás, isto é sabido pelos médicos (ver por exemplo http://www.narth.com/menus/born.html ), mas é convenientemente silenciado pelos defensores da homosexualidade ideológica: esta considera (e quer à força que os outros o aceitem como tal) que a homosexualidade é tão legítima como a heterosexualidade e que não há nada como experimentar sem tabus todas as combinações possíveis de sexo para maximizar a realização pessoal e o prazer.

ti em mim disse...

whistles28, queres-me tu dizer que a homossexualidade é uma doença! Digo desde já que há médicos a favor, e outros contra! nada disto está comprovado e há ainda grandes disparidades na comunidade científica!
Mas, e se for uma doença? perde legitimidade por isso? se eu me lembrar de ir de roupa para o mar no Inverno e apanhar uma gripe, o que eu fiz, não foi legitimo? a homossexualidade é tão legítima como a heterossexualidade, seja ou não uma doença!
O problema daqueles que estão contra os homossexuais é que não sabem ver o que realmente interessa: somos TODOS seres humanos! às vezes sinto que não conseguem compreender isso!

whistles28 disse...

Parece-me que não visitaste o link que eu disponibilizei no meu comentário... é informação exclusivamente científica. Está visto que contra ideologia não há factos :)

Mas acho que o exemplo da gripe que arranjaste se aplica bastante bem para explicar a minha posição: pode-se considerar as pessoas com gripe inferiores? concerteza que não! o melhor que podemos fazer por elas é dar-lhes os meios para que, se o quiserem, possam curar-se. O mesmo se aplica às pessoas com tendência homesexual: são inferiores por terem essa tendência? claro que não.

Os meios para tratar a homosexualidade existem mas infelizmente são sistematicamente silenciados. Porquê? por causa da ideologia politicamente correcta de fazer de conta de que ser heterosexual ou homosexual é uma escolha, e indiferente.

Eu diria que a minha posição sobre o assunto é bem mais solidária para com as pessoas que sofrem uma tendência homosexual que não querem do que a posição daqueles que animam essas pessoas a fazerem da sua homosexualidade uma bandeira.

ti em mim disse...

Caro amigo, na verdade visitei o link, e sei que existem pessoas na comunidade científica que estão a favor de considerar a homossexulidade uma doença, mas a verdade é que a OMS (Organização Mundial de Saúde) já tornou claro que a homossexualidade não é uma doença, pelo que faço minhas as tuas palavras: "Está visto que contra ideologia não há factos". A verdade é que os verdadeiros factos apontam para a homossexualidade como não sendo uma doença!

um abraço ()

whistles28 disse...

Essa decisão da OMS foi uma decisão ideológica, precisamente sob pressão do Lobby Gay.

Pode ver várias acções do género aqui:
http://www.lifesitenews.com/ldn/2007/jul/07071103.html
e aqui:
http://www.narth.com/docs/masquerades.html

ti em mim disse...

Certo é que, após verificar os links que disponibilizou, confirmei que houve uma certa pressão dos homossexuais (se bem que as fontes das notícias me pareceram um pouco dúbias).
Mas imagine o seguinte: um grupo de médicos resolve pegar num método de tornar brancas as pessoas negras (que, na verdade existe), e chamar-lhe uma terapia. Não acha que haveria activistas a favor dos negros que iriam protestar contra isso? (eu seria, com todas as certezas, um deles)! Não é por haver uma maneira de contornar uma característica do ser humano que essa passa a ser uma doença!
Nunca ouvi ninguém dizer que a possibilidade de procriar era uma doença, só porque é possível acabar com ela! (este é apenas um exemplo, entre muitos!)

luis soares barbosa disse...

O texto tem piada, mas gostei sobretudo da descrição no teu perfil: é na lágrima de cada junco que cada um de nós, em cada dia, renasce. Essa condição (humana) junta homo e hetero e afins.

Mar disse...

Primeiro: Porque é que estao a discutir? x) (whistles 28 e ti em mim).
Segundo: és horrivel! Os bebés sao bue queridos.
terceiro: Hum... entao aqui vai: Antes de mais estou a falar nos homossexuais nao perconceituosos com os heteros. Acho que os homo's sao pessoas Naturais. Sim, quem diz que a homossexualidade nao e Natural, é estupido ! Acho que é das coisas mais naturais do mundo. Um homossexual é alguem sem perconceitos...sem medo de amar. É alguem que gosta de outra pessoa independentemente do seu sexo. Por exemplo, as crianças, sao os seres mais naturais do mundo. Uma criança gosta de toda a gente, seja negro, branco, gay, hetero, gordo ou anorectico, é natural, porquê? Porque ainda nao tem aquelas ideias pré-concebidas, sao completamente livres de amar quem quiserem. Um homossexual é exactamente a mesma coisa. Por isso os heteros é que nao sao naturais (estou a generalizar). Agora se alguem disser: Nao é normal. A definiçao de normal depende de pessoa para pessoa. Acho que eles confundem normalidade com o que é mais suposto, neste caso casais heteros para darem continuidade à especie.
4º- Isso é algo que eu nao tenho resposta. Acho que nao é possivel eu responder a isso. :P
Beijinhos enormes,
Mar

Ps. adoro a tua escrita!

Mar disse...

natural natural são os bissexuais! Mas isso agora esta muito na moda por isso nunca se sabe ao certo quem é bissexual ou nao. (odeio modas, é tao ridiculo).

ah e sim... os caes podem ser gays -.- tenho um exemplo disso cá em casa.

maria disse...

Uma discussão que não será esquecida tão cedo! "Porque não somos homo?" Talvez um dia se descubra a resposta...

Misty disse...

"Por fim, uma última possibilidade: a heterossexualidade é uma doença!"

Podia ser muito mágica a debater este assunto, tenho um blog em anonimato sobre o mesmo, no entanto, vou optar por essa última, LOL! (Estou a brincar.)